AS ABELHAS NO MUNDO – MAIS ANTIGAS QUE O HOMEM

PIRAMIDEAs abelhas já tinham pelo menos 50 milhões de anos quando os egípcios iniciaram a apicultura e elas não mudaram muito desde então. A abelha é uma antiga conhecida da humanidade. Os povos primitivos da África, Ásia e Europa utilizavam seus produtos como alimento e medida terapêutica. Há mais de dez mil obras escritas a este respeito, no entanto, a história evolutiva das abelhas ainda é difícil de determinar. O impasse está na escassez de registros fósseis. Há evidência que as plantas eram polinizadas por abelhas desde o período Terciário. Entre 25 a 40 milhões de anos já havia abelhas Plebeia sp e Proplebeia (Mirins), seus fósseis foram encontrados na atual República Dominicana, no Caribe, perfeitamente conservados em âmbar. Um fóssil de Trigona com 30 milhões de anos foi encontrado na Sicília, e há outros de diferentes regiões, datados de 40 milhões de anos. Essas relíquias indicam que no período Eoceno (tem início há aproximadamente 58 milhões de anos) que já havia abelhas especializadas em determinadas plantas e que a maioria dos grupos conhecidos hoje já existia. Por essa razão, alguns estudiosos acreditam que a origem das abelhas seja posterior ao surgimento do angiospermas, (grupo do reino vegetal que compreende todas as plantas floríferas que possuem ovários, portanto, frutos) que passaram a predominar no período Cretáceo, há cerca de 120 milhões de anos. E a descoberta de um fóssil de Meliponae  em New Jersey, América do Norte, reforçou essa teoria. O fóssil americano tem 80 milhões de anos, idade que corresponde à era Cretácea. O mais curioso é que as abelhas quase não sofreram mutações conforme o tempo. – Fonte Almanaque Rural – Mossoró (RN)., 31 de julho de 2018 – Paulo Menezes
Enviar post por email Enviar post por email
Esta entrada foi publicada em Assuntos Gerais e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *