CURIOSIDADE

jandaíraVocê sabia que as etapas que levam à divisão da colônia são basicamente as mesmas entre todas as abelhas. Mas os meliponíneos mantêm um intercâmbio  de material de construção e de alimento com a colmeia-mãe até que a colmeia-filha tenha condições de ser independente, mais ou menos oito dias. Na foto, uma abelha jandaíra (Melipona subnitida), num toro de imburana. – Mossoró (RN)., 02 de abril de 2017 – Paulo Menezes
 
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

TORO COM REMELAO manejo de Abelhas sem ferrão, sempre foi para mim muito prazeroso. Hoje fiz a transferência de um enxame da minúscula abelha “mosquito remela” ou “lambe olhos”, de um toro de catingueira para uma caixa racional. A atividade desenvolvida me proporcionou uma verdadeira terapia e como dizia o Padre Huberto Bruiening: “serviu de aprendizado, lazer, higiene mental e reconstituinte, passatempo, espanta tédio e sobretudo é o segredo de manter-me em contato com Deus”. Segue os passos percorridos até a consecução do objetivo.
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

REMELA.1Na foto, o toro de catingueira que trabalhei. Seu diâmetro não ia além de 5 centímetros.
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

REMELA.2Para a operação, utilizei uma pequena serra de disco.
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

REMELA.3Após aberto, procurei localizar os favor de cria nascente para transferi-los para a caixa racional.
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

REMELA.4Com auxílio de uma pinça e uma espátula, retirei com bastante cuidado os favos, posto que são bastante frágeis.
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

REMELA.8A foto registra o toro aberto, onde se pode ver parte da postura, mel e pólen. A porte oca onde está instalada a família, não passa de um centímetro de diâmetro.
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

REMELA.10Já devidamente acomodados na caixa racional, podemos ver os potes de pólen e mel.
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

FAVOS DE CRIADo mesmo modo, na parte superior da caixa racional, foram colocados os favos de cria nascente.
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

REMELA.12Para aspirar as minúsculas “remelas”, usei esse equipamento que se presta também para sopra-las para dentro da caixa racional. O aparelho sob comentário é usado para encher e esvaziar colchão de ar.
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

REMELA.14A foto registra operárias no interior da mangueira acoplada ao equipamento sugador/soprador.
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

REMELA.13Após serem aspiradas, as “remelas” são sopradas para o interior da caixa por um orifício abaixo do alvado, feito para esse fim específico.
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

REMELA.18A rainha antes de ser introduzida na colmeia para dar sequência à perpetuação da espécie. Sempre a localizo nas proximidades da postura mais recente. (favos claros)
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

REMELA.15Para a caixa racional, elaborei um alimentador interno para ser usado nas épocas das vacas magras, sem flor no campo. Fiz uma adaptação a partir de uma seringa usada para aplicação de insulina
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

REMELA.16O alimentador interno visto no exterior da colmeia.
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

UMA TRANSFERÊNCIA PRAZEROSA

REMELA.21

Finalmente, coloquei  a caixa racional com a família completa, favos de cria nascente, potes de pólen e mel, na mesma posição que estava o toro no meliponário. Assim, as operárias que estavam no campo, ao regressarem entram na casa nova dando continuidade à perpetuação da espécie de uma abelhinha linda e das menores do planeta terra.  Mossoró(RN)., 25 de março de 2017 – Paulo Menezes
Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

CURIOSIDADE SOBRE CERA DE ABELHA

cera-de-abelha

Você sabia que a cera de abelha  era conhecida desde a mais remota antiguidade ? Ela era usada, dentre outras inúmeras aplicações, como pagamento de tributos, taxas e multas. Em 181 D.C. a Córsega pagava a Roma o tributo anual de 38 toneladas de cera. (fonte Almanaque Rural Apicultura) – Mossoró (RN)., 21 de dezembro de 2016 – Paulo Menezes

Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

REPORTAGEM DE TV NO MELIPONÁRIO

Matéria veiculada  em agosto próximo passado pela TV Brasil em rede nacional, relacionada com nosso trabalho com a abelha jandaíra no nosso meliponário Mons. Huberto Bruening em Mossoró-RN. Aludida reportagem foi novamente ao ar no noticiário local da UERN TV em Mossoró. – Mossoró (RN)., 22 de setembro de 2016 – Paulo Menezes

Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag , | Deixe seu comentário

HOMENAGEM DE GERALDO AZEVEDO

As emoções muitas das vezes são grandes e inesquecíveis. Principalmente, como dizia o mestre Dorian Jorge Freire, “quando é muito maior o sentimento trágico do mundo e muito menor a resistência às emoções”. A do vídeo foi uma delas quando Geraldo Azevedo me prestou uma significativa homenagem no Teatro Dix-Huit Rosado em Mossoró, completamente lotado, no dia de 12 de junho próximo passado. Antes fez idêntica homenagem em Mossoró no mesmo Teatro em 2013 e em Natal no Teatro Riachuelo. – Mossoró (RN)., 31 de julho de 2016 – Paulo Menezes

Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag , | Deixe seu comentário

UMA ABELHA MINÚSCULA

REMELA.2,jpg

A abelha jandaíra, como sabemos é de tamanho médio entre as ASF. Bem menor que a uruçu, tiúba. Maior que a manduri, jati, tubi, jataí, amarela, cupira, moça branca, arapuá, limão. Agora, comparada com o mosquito remela parece um gigante diante de um anão. A foto constata o que afirmamos. – Mossoró (RN)., 25 de abril de 2017 – Paulo Menezes

Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

VISITA AO MELIPONÁRIO MÁRIO MÁRCIO

MARIO MARCIO.1

Início do mês fizemos uma visita ao meliponário Mário Márcio, que apesar de ser urbano, está localizado numa área privilegiada de Natal, capital do Rio Grande do Norte, onde ainda se pode ver uma franja de mata atlântica que conseguiu escapar à sanha assassina do bicho homem. O meliponário é muito bem instalado numa área contígua à residência do proprietário e por isso mesmo de uma assistência diária.  O Mário é o que se pode definir como um meliponicultor de escol que engrandece a meliponicultura nacional. Apesar de manejar as abelhas sem ferrão há apenas 3 anos, o homem por sua argúcia, curiosidade, observação sistemática e dedicação é um grande conhecedor das diversas espécies de ASF criados no seu aconchegante recanto. No meliponário Mário Márcio você pode conhecer as espécies Melipona subnitida (Jandaíra), Melipona scutellaris (Uruçu), Melipona rufiventris(Amarela) Melipona assilvae (Manduri) Tetragonisca angustula angustula( Jataí),Melipona compressipes fasciculata (Tiúba), Trigona testaceicornis (Jati Mosquito), Scaptotrigona (Canudo) ufa !!!rufiventris(Amarela) Melipona assilvae (Manduri) Tetragonisca angustula angustula( Jataí),Melipona compressipes fasciculata (Tiúba), Trigona testaceicornis (Jati Mosquito), Scaptotrigona (Canudo) ufa !!!

Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

VISITA AO MELIPONÁRIO MÁRIO MÁRCIO

MARIO MARCIO.5

Uma conversa amena e simples tornou a manhã agradabilíssima, onde a troca de experiência sobre o manejo das “meninas” foi a tônica predominante do encontro. Como se pode ver na foto, o Mário Márcio tem uma grande variedade de caixas racionais, inclusive algumas adaptadas em toros iguais aos que as abelhas nidificam na natureza. Explica que a diversidade tem como objetivo comparar através do tempo o desempenho das abelhas nos diferentes modelos de moradia. A boa prosa  serviu para mim, como dizia o saudoso Monsenhor Huberto Bruening, de novo aprendizado, lazer, higiene mental, reconstituinte, passatempo, espanta tédio. Voltarei. – Mossoró(RN)., 17 de abril de 2017 – Paulo Menezes

Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

ABELHA DORME ?

ABELHA DORMINDOAo longo de sua atividade diária a abelha passa por períodos alternados de descanso e trabalho, que podem durar alguns segundo ou vários minutos. É comum observar abelhas paradas em meio ao fervilhar de atividades da colônia. Quando estão desidratando o néctar das flores ou ajudando a aquecer o interior da colmeia com a vibração de seus músculos alares, podem estar simplesmente cochilando, dando aquela paradinha básica para repor as energias. Mesmo à noite, a colônia se mantém em plena atividade, embora o ritmo possa ser mais lento que durante o dia. (Fonte: Almanaque rural de apicultura) – Mossoró (RN)., 25 de fevereiro de 2016 – Paulo Menezes.

Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

CANTINHO DO PADRE HUBERTO

PADRE.2Possidônio, ateu e comunista vermelho juramentado, gostava muito de prosear com o monsenhor Humberto. O ímpio dizia que aprendia muito com o padre. Este por sua vez, tentava reverter a ideologia do comunista. Certa vez, Possidônio salientou: “Padre Humberto, meu avô contava uma estória interessante. Era assim: uma perereca, sobre uma pedra, se preparava para dar um bote numa tanajura. Mas, um velho sapo ao lado, disse: calma perereca. Lá vem uma abelha. Ela vai comer a tanajura. Aí, você come as duas de um só golpe. A perereca aceitou a ideia. De repente, apareceu um pintinho que de imediato preparou-se para beliscar a abelha como jantar. A perereca já dando nó nas tripas, não esperou que o velho sapo dissesse nada. Empreendeu um grande salto sobre o pintinho. Coitada da perereca. No pulo, perdeu o equilíbrio, e caiu no riacho! Moral da história: Toda perereca que procura abocanhar um pinto, acaba toda molhadinha. O que o senhor acha, padre Humberto?”, perguntou o ateu. Padre Humberto do alto dos seus setenta anos, diagnosticou: “Eu acho que essa fábula, tem um forte cheiro de safadeza stalinista”.  -Mossoró(RN)., 24 de fevereiro de 2016 – Paulo Menezes

Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário

INSPEÇÃO DA TRANSFERÊNCIA

ABELHA VIGIA.1jpgDecorridos 4 dias da transferência do enxame da minúscula abelha “Remela”, Plebeia mínima, do toro de catingueira para a caixa racional, pude observar hoje, conforme foto, três operárias na vigia da colmeia, sinalizando sucesso na transferência. Forneci alimentação artificial e com auxílio de uma lupa continuarei acompanhando a movimentação do enxame para me certificar se realmente a operação deu certo. Mossoró (RN)., 20 de fevereiro de 2016 – Paulo Menezes

Enviar post por email Enviar post por email
Publicado em Assuntos Gerais | Com a tag | Deixe seu comentário